sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Indicados ao Oscar: Review The Florida Project


                   Esse é mais um filme que fez sucesso nos festivais (inclusive do Rio) e conseguiu algumas indicações aos prêmios principais, porém, não foi indicado o suficiente. Ele é um filme independente de um diretor pouco conhecido e com um elenco em sua maioria desconhecido também e é isso que torna verossímil a realidade daquelas pessoas que vivem na Florida, ao lado da Disney, um lugar de sonhos, mas que levam uma vida miserável e sem muitas expectativas.
               The Florida Project é um filme sobre a menina Moonee, sua mãe Halley e varias outras famílias que moram de aluguel em um motel de beira de estrada na Florida.

Indicados ao Oscar: Review Lady Bird


          Lady Bird se tornou o filme mais bem avaliado no Rotten Tomatoes e foi indicado à vários prêmios nessa temporada de premiações, ganhando o Globo de ouro como melhor filme de comédia ou musical e Saoirse Ronan como melhor atriz e mesmo com todos esses feitos a diretora e roteirista do filme Greta Gerwig não foi indicada como melhor diretora, até ontem, quando foi indicada ao Oscar na categoria e finalmente a industria se redimiu pois esse é um belíssimo trabalho, talvez não seja uma obra prima (e talvez a nota do Rotten seja um tanto exagerada) mas na simplicidade das situações conseguimos nos identificar e aprecia-lo.
            Com o titulo de “Lady Bird – A hora de voar” no Brasil (pois é) temos essa estudante chamada Christine que gosta de se auto denominar de Lady Bird e que está prestes a terminar a escola e não sabe o que fazer, ao mesmo tempo que tenta conviver pacificamente com a mãe.

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Clássico do dia: Juventude transviada


           Esse foi o ultimo filme que assisti em 2017, e não poderia ter encerrado o ano de forma melhor, pois esse é definitivamente um daqueles clássicos que devem ser assistidos, por cinéfilos ou não. E esse é muito mais do que um filme sobre rebeldia adolescente e carros, ele fala sobre o que acarreta essa tal rebeldia e mostra diferentes perspectivas de distúrbios de comportamento, a presença e o talento do elenco só engrandece ainda mais todas essas questões.
          Jim Stark é um adolescente que acaba de se mudar e na nova escola conhece Platão que logo vira seu amigo e se apaixona por Judy. Os três se unem depois que um acidente horrível acontece.

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Review Livro Simplesmente o paraíso


          Pulando diretamente de uma série de livros da Julia Quinn (Os Bridgertons, onde li O Duque e eu) para outra (Quarteto Smythe-Smith) parti para ler Simplesmente o paraíso, o primeiro livro dessa nova série de livros da autora. Muitos amaram os novos livros, outros não apreciaram e fizeram questão de comparar com a outra série famosa de Julia, a julgando superior a essa. Simplesmente o paraíso é um livro simples e previsível, com um casal igual a tantos outros da literatura, mas apesar das mesmices não é desperdiçável, pelo contrário, é uma doce leitura.
          Honoria é uma péssima violinista que faz parte de um grupo de musicistas integrados por suas primas e que sonha em conhecer o homem e se casar o mais rápido possível. Mas Marcus, o amigo de seu irmão está encarregado de afastar todos os pretendentes que não estão à altura da menina.

Review O Rei do Show


          Um título de filme nunca foi tão adequado como esse. Afinal, Hugh Jackman é realmente o rei do show nesse musical, os outros atores giram ao redor dele e ele é o maior destaque da produção e é isso que torna o musical tão magico, mesmo com um roteiro genérico e outros problemas técnicos.
             Depois de perder o emprego, P. T Barnum pega um empréstimo e decide abrir um circo para ficar famoso e dar o melhor para sua família.

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Review Série Dark da Netflix


          Esqueça as comparações com Stranger things ou com IT, Dark não tem nada a ver com eles. Sim, há um protagonista com capa amarela, um laboratório esquisito e há o desaparecimento de pessoas, mas as coincidências param por ai, ela é muito mais profunda e complexa do que essas duas obras, arrisco dizer que ela é uma mistura da série Hannibal (na parte visual e sonora) com o filme Donnie darko (em relação à viagem no tempo, buraco de minhoca, teorias e etc) ela dá um nó na cabeça sem dó nem piedade.
          Dark é uma série alemã da Netflix sobre a busca de quatro famílias que buscam respostas quando uma criança desaparece e surge um mistério envolvendo elas e pessoas de seu passado.

Review Star Wars: Os Últimos Jedi


          Esse talvez seja o filme mais controverso de todos os filmes da franquia Star Wars, isso porque ele é um filme corajoso, que não tem medo de abrir mão de ideais trazidos anteriormente, e abrir caminho para coisas novas nos próximos filmes.
          Em The Last Jedi, Rey, vai em busca de Luke para que ele a ensine sobre a força, enquanto Kylo Ren e o general Hux lideram a primeira ordem para atacar Leia e a resistência.
          Todo mundo tinha certeza que esse oitavo filme da franquia seria um sucesso, mas após algumas exibições houve muitos questionamentos e comparações políticas e com os filmes anteriores. Uns alegaram que o filme estava distorcendo coisas já consolidadas nos filmes anteriores e outros que ele valorizava uma vertente política em detrimento de outra, e os mais conservadores chiaram em relação aos rebeldes da resistência. Houve até reclamação quanto ao Chewbacca ter virado “vegetariano” nesse filme. E sobre o filme estar tentando fazer os expectadores engolirem o feminismo na figura da Leia e da vice admiral Amilyn liderando os rebeldes. A linha do sério e da bobagem é tênue em todos esses debates, mas em alguns é muito importante.