sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Review Liga da Justiça


           Os integrantes da liga da justiça são os heróis mais conhecidos do grande publico, antes de conhecermos os vingadores (particularmente eu só conhecia o Hulk e o Capitão América) e reconhecê-los como os maiores heróis da terra, havia esse grupo já bastante conhecido formado por Superman, Mulher maravilha, Batman, Flash, lanterna verde, mulher gavião e etc... (o cyborg é outro que não conhecia, mas apenas ele) e esses sim são os maiores heróis da terra, os mais icônicos e mais vangloriados, infelizmente o filme não trás nem 50% do peso desses heróis e mesmo divertindo e entretendo, esse ainda não é o filme da liga que esperávamos.
           Bruce Wayne e Diana tem a missão de recrutar pessoas extraordinárias para formar uma equipe e combater um vilão poderoso.

Review livro O menino da lista de Schindler + Filme A lista de Schindler


          A época do Holocausto na 2° guerra mundial foi um dos períodos mais tristes da história, marcou a vida de muitas pessoas e trouxe traumas que duram até os dias de hoje, conhecer esse período através do olhar de uma criança é mais doloroso ainda. A primeira experiência sob essa perspectiva foi lendo O diário de Anne Frank e mesmo que os dois livros sejam semelhantes em alguns aspectos, a história do menino Leon mostra o que acontecia dentro dos campos de concentração e todos os horrores que ele e sua família viveram enquanto viviam neles.
            Em 1939, assim que Leon e sua família vão para a cidade na tentativa de uma vida melhor, o exército alemão ocupa a cidade e eles são obrigados a ir para o gueto de cracóvia junto com outros judeus, logo ele, seu pai e seus irmãos vão trabalhar com Oskar Schindler que salva a vida do menino.

Review Thor Ragnarok


          Thor é a franquia da Marvel que mais desagrada aos fãs e as críticas, a bilheteria é boa como todo filme da Marvel, mas dos filmes dos heróis é o mais fraco e esse filme consegue reunir varias características de outros filmes da casa das idéias e trazer algo novo que torna esse o melhor filme do Thor, sem nem pensar duas vezes, mas nem por isso e por sua nota alta no Rotten tomatoes, ele é perfeito.
          Após o aparecimento de Hela, Thor precisa voltar para Asgard e impedir o Ragnarok, que é a destruição do seu planeta e do seu povo Asgardiano.

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Clássico do dia: A Rosa Púrpura do cairo


          Conhecido como o filme preferido dos que não são fãs do Woody Allen, A Rosa Púrpura do Cairo é a personificação do desejo de todo mundo que já foi fã de alguém, também é uma homenagem ao cinema ao ver o poder que ele tem sobre nossas vidas, o poder de nos proporcionar felicidade quando está tudo dando errado, nem que seja enquanto a projeção do filme durar, triste mesmo é voltar a nossa medíocre realidade.
          Uma garçonete de nova Jersey desanimada com o seu casamento e com a vida, tem como válvula de escape ir ao cinema, até que um dia o personagem do filme sai da tela e se declara para ela gerando muita confusão.

Review série Mindhunter


          Com uma 2° temporada já confirmada, Mindhunter é uma série que foca na psicologia da mente de assassinos reais e conhecidos. Mesmo não se aprofundando em como a mente dessas pessoas funcionam e tratando apenas da superfície, onde relacionamentos familiares são os responsáveis por certos distúrbios, sentimos que isso faz parte de algo que se desenvolverá ainda mais nas próximas temporadas e estamos apenas no começo da aventura, assim como os próprios detetives do FBI que  protagonizam a série.
          Mindhunter é uma série da netflix que acompanha uma equipe do FBI que investiga e interroga psicopatas famosos para tentar resolver outros casos.

Review 2° temporada de Stranger Things


          Talvez essa tenha sido a série mais aguardada do ano. Depois de uma primeira temporada estrondosa, o publico queria saber o que aconteceria com Will e seus amigos enfrentando os monstros do mundo invertido. O medo da queda na qualidade da série era enorme, mas a surpresa ao assistir e constatar que ela continua tão boa quanto à temporada anterior (talvez até melhor) foi um alivio e tanto.
                A 2° temporada se passa um ano depois da primeira e Will ainda precisa lidar com o monstro que está dentro dele, o fazendo ter visões do mundo invertido, em paralelo a isso novas criaturas desse mundo aparecem e eles precisam derrota-las.

terça-feira, 31 de outubro de 2017

5 filmes clássicos para assistir no Halloween

O Halloween é uma festa tipicamente americana, mas o brasileiro sempre dá um jeito de comemorá-la. Mesmo que não tenhamos crianças batendo em nossa porta falando “doces ou travessuras?” comemoramos de outras formas, os cinéfilos comemoram vendo filmes de terror e por isso vou indicar 5 filmes clássicos de terror para você assistir nesta data. Vale conferir os filmes que indiquei no ano passado que também  são bem divertidos. Happy Halloween.

A Múmia (1932):


No filme protagonizado por Boris Karloff (que também interpretou Frankenstein) um sacerdote do Egito antigo chamado Imhotep volta à vida depois de recitarem uma passagem de um velho pergaminho descoberto por uma equipe de arqueólogos. Ele retorna e vê em Helen (Zita Johann) a reencarnação de sua amada Anck-Su-Namun. Se você assistiu ao remake de 1999, protagonizado pelo Brendan Fraser e a Rachel Weisz, você irá identificar muita coisa, e não podemos falar que são referências porque A múmia de 1999 que na verdade tem referências do seu original. E não apenas nos nomes. A única diferença entre os dois é o fato de que no de 1932 a múmia ressuscitada gosta de gatos, a de 99 não. The Mummy de 1932 é um ótimo filme de mostro, o roteiro é original (foi escrito após o tumulo de tutankhamun ser aberto em 1922) e a maquiagem é satisfatória, assim como as atuações. Os produtores queriam um monstro parecido com O Drácula e o Frankenstein e esse foi um sucesso de bilheteria muito maior do que os dois. Esse é um daqueles filmes clássicos de mostro que agrada facilmente aos amantes desse subgênero.

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Podcast Fuller House, Raven's Home, Festival do Rio, Hamilton e etc...


Hi Guys, esse é mais um podcast para vocês, onde eu falo sobre as atualizações da semana (tudo que estou lendo e assistindo) e sobre a 3° temporada de Fuller House, 1 ° de Raven's Home, o festival de cinema do Rio onde assisti o filme Me chame pelo seu nome e sobre o musical que estou viciada, Hamilton. Espero que gostem!

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Review filme A Babá netflix


          O slasher foi um subgênero que ficou muito conhecido nos anos 80, ele é uma mistura de terror gore (repleto de sangue e mutilações) com comédia e fazia tempo que essa junção não dava tão certo, até assistir A Babá, novo filme da Netflix que está surpreendendo bastante, provando que galhofa pode ser bem feita.
          Em a babá, Cole é um adolescente que sofre Bullying, mas tem essa babá gata que todos babam, até ele descobrir que ela não é tão boazinha como ele achou que fosse.
          Sim, a premissa é bem batida e sim, é bem anos 80 também, o que aproximará os mais nostálgicos, ou aqueles que não viveram essa época, mas amam os filmes dela (eu mesma) o menino é o típico nerd que só tem uma amiga que é sua vizinha e vive sendo perseguido por esse grupo de meninos que não tem a tipica aparência dos valentões populares da escola, parecem ser tão perdedores quanto ele, está ai uma coisa que difere do clássico “nerd que é perseguido pelo popular bonitão”

Review livro e filme Me chame pelo seu nome


          Talvez esse seja o filme mais popular que foi exibido no Festival do Rio, tanto que as sessões estavam bem cheias. Ouvi falar dele muito casualmente e logo me interessei, acredito que com a maioria do publico naquelas salas de cinema aconteceu a mesma coisa, a temática LGBT (mesmo que o filme não procure levantar a bandeira explicitamente) e o fato dele ser franco-italo-brasileiro e estadunidense chamou bastante a atenção, além de ter sido bastante prestigiado nos festivais. Esse é daqueles filmes que não é para ser rotulado como um “filme gay” como muitos estão fazendo, algumas vezes de forma pejorativa, ele é um filme sobre amor, desejo, amizade, primeiras experiências e experiências únicas que poucos têm a oportunidade de ter em sua vida.
           Me chame pelo seu nome é baseado em um livro homônimo que conta a história de Elio e Oliver, Oliver que está em processo de criar um livro e vai passar uma temporada na casa de um escritor, o pai de Elio, assim eles se apaixonam.

terça-feira, 17 de outubro de 2017

O Adeus à Teen Wolf


          Há algum tempo a internet criou um termo chamado “farofa” para denominar filmes e séries de qualidade duvidosa, muitas séries teens se encaixam nessa categoria, e Teen Wolf é uma delas, porém, apesar de todas as falhas apontadas durante essas 6 temporadas, ela trazia aquele sentimento familiar que nos faz não querer abandona-la jamais, é difícil dar adeus a essa série com personagens tão queridos, mas encerra-la agora foi a decisão mais acertada que eles poderiam ter tomado.
             A série estreou no dia 05 de Junho (data do meu aniversário) de 2011 e começou com dois amigos bem bobões vasculhando uma floresta atrás de um corpo. Um deles um menino asmático e o outro apenas um medroso que achava ter muita coragem. É nessa brincadeira que Scott McCall acabou sendo transformado em lobisomem e abandonou sua bombinha, seu corpo franzino e todas as suas inseguranças para se tornar um líder de alcateia.

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Podcast Atômica e Vikings


Hi Guys, trago mais um podcast para vocês, dessa vez sobre o filme Atômica (com a Charlize Theron) e sobre todas as temporadas da série Vikings, ainda falo sobre as minhas expectativas para a próxima temporada que já estreia no mês que vem!



Ps: eu sei que Atômica já estreou há algum tempo, sorry pela demora

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Review filme Blade Runner 2049


          Continuação do filme cult de 1982, esse Blade Runner 2049 dá sequencia há esse universo com fidelidade e paixão ao filme que lhe deu passagem. Ele está com 97% de aprovação no Rotten, mas a bilheteria não está das melhores, enquanto os fãs do primeiro filme se mostram satisfeitos com ele, os novos estão indo desavisados para o cinema e se decepcionando, isso se dá por dois problemas: Marketing errado e um publico que não está preparado para a mente de Denis Villeneuve.
            K é um modelo novo de replicante que tem o trabalho de localizar e aposentar modelos antigos que ainda existem, em um desses trabalhos ele localiza uma caixa com restos mortais e segredos do passado de Deckard.

Review 2° temporada Preacher


          As opiniões sobre a 1° temporada de Preacher são bem divididas, há aqueles que amaram a originalidade, o elenco e a ousadia da série e outros que criticaram pela divergência com as HQS. Independente do que cada um achou, essa 2° temporada chegou com os dois pés na porta e trouxe primeiros episódios de uma qualidade inquestionável, pena que ela foi perdendo a força e a criatividade ao longo dela.
           A cidade onde eles viviam e Jesse tinha sua igreja na 1° temporada explodiu e essa é coisa mais impactante do termino da temporada anterior, já que eles descobriram que Deus tinha tirado umas “férias” e que Jesse tinha mandado Eugene para o inferno com o poder do Genesis, então Jesse, Cassidy e Tulip partem em sua Road trip tão característica da HQ para encontrar Deus. Enquanto Eugene quer escapar de onde está.

Clássico do dia: A Felicidade não se compra


          Você já imaginou como seria a vida das pessoas ao seu redor se você nunca tivesse existido? Talvez você diga que o mundo seria um lugar melhor sem você mas aposto que não, suas pequenas boas ações podem influenciar a vida das pessoas e até mudar essas vidas, é disso que se trata o filme A felicidade não se compra, de 1947.
           Em It’s a Wonderful Life Clarence é um candidato a anjo que recebe a missão de fazer George bailey desistir de se suicidar e ver como sua vida foi boa.

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Review e teorias de Mother!


          Confuso, porém menos confuso do que Donnie Darko, por exemplo, esse é Mother, um filme daqueles que o grande público (a audiência cinéfila da praça de alimentação do shopping) não entende nada e os cinéfilos anseiam para criar teorias. E mesmo com muitas metáforas, elas não são terrivelmente difíceis de entender, é só pensar um pouquinho e ter pelo menos um pouco de conhecimento sobre a Bíblia que rapidinho se pega a minúcia. Essa primeira parte do review será a avaliação técnica do filme sem spoiler e mais abaixo tem muitos spoilers e a minha interpretação do que assisti.
          Mãe! (gostei da fidelidade do titulo) é um filme escrito e dirigido por Darren Aronofsky que conta a história desse casal que vivem em uma região pacifica e isolada, mas que tem sua rotina completamente alterada depois que recebem visitas inesperadas.
           O marketing do filme, que não contava quase nada sobre ele, foi uma jogada de gênio, pois através do trailer e da sinopse não dava para saber o que esperar, isso instigou cada vez mais o espectador e eles também tiveram um papel importante depois que o filme foi lançado, pois não divulgaram nada do filme, talvez seja pela seletividade das pessoas que estão assistindo. Em sua maioria cinéfilos.

Review livro e série The Handmaid's Tale


           The handmaid’s tale é uma série adaptada de um livro de 1985 que prova que certos medos continuam presentes até os dias de hoje. E mesmo a série tendo sido adaptada nesse ano de 2017 (antes teve um filme de 1990) ela não poderia ser mais atual e refletir mais o cenário político e nossa sociedade sexista. Ambas as obras parecem um grito de alerta, elas mostram que a obscura realidade abordada pode não ser algo tão improvável de acontecer.
            O conto da Aia é um romance distópico de 1985, escrito por Margaret Atwood, que fala sobre essa nova sociedade que é parte de uma teonomia totalitária fundamentalista cristã onde quase não nascem mais bebes e eles usam as poucas mulheres que ainda podem gerar filhos para serem aias e gerarem filhos para seus comandantes e suas esposas.

Review filme The Big Sick


          The big Sick, que no Brasil terá o titulo de Doentes de amor (pois é) e será exibido no festival do Rio, um festival de cinema muito importante que acontece por aqui, é um filme que foi escrito pelo Kumail Nanjiani (que protagoniza o filme) e pela escritora Emily V. Gordon.       Eles são casados na vida real e esse filme é a história de amor dos dois.
           Kumail (que mantém seu nome no personagem) é um comediante de Stand up que está buscando a fama nos palcos, e em um dos seus shows ele conhece Emily, uma menina que está na plateia, eles se apaixonam e enfrentam certas dificuldades depois.

Review Livro O Diário de Anne Frank


          O Diário de Anne Frank é provavelmente um dos livros mais lidos da história, mesmo tendo sido lançado em 25 de Junho de 1947, ainda hoje é muito popular e leitura obrigatória, goste de literatura clássica ou não, até porque as pessoas o leem por espontânea vontade, graças a grande mensagem dessa grande pequena menina que passou tempos difíceis em confinamento e mesmo assim tinha esperança na humanidade.
          Annelies Marie Frank foi uma menina judia que escreveu seu diário entre 12 de Junho de 1942 e 1° de agosto de 1944, durante a 2° Guerra mundial e a perseguição aos Judeus, ela relatava a convivência com as pessoas que moravam naquele anexo e os pesares que elas passaram.

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Review Livro e adaptações IT - A coisa


           It – A coisa é um dos livros mais célebres do Stephen King, sua obra influenciou muito a cultura pop, há quem se engana e pensa que Stranger things, por exemplo, influenciou IT, quando na verdade é o contrário, já que o livro é de 1986 e foi adaptado duas vezes para o cinema, em 1990 e 27 anos depois essa versão de 2017, o marketing dos 27 anos foi proposital mas nem por isso menos genial e assustador. Se tem uma coisa que o livro de King fez bem foi espalhar referencias por ai.
          O livro começa com a clássica cena de George indo brincar de barquinho na chuva e encontrando Pennywise no bueiro. O quão ingênua uma criança é para conversar com alguém dentro um lugar podre e inabitado? O palhaço é tão astuto que conquistou a atenção do menino, elucidando coisas atrativas para qualquer criança. O resultado é um braço arrancado e uma das cenas mais impactantes do cinema esse ano.

Podcast Tag GOT: O melhor e o pior da série e as mulheres da série

Esse é mais um podcast do blog, dessa vez sobre Game Of Thrones, nele eu respondo perguntas sobre o melhor e o pior da série e ainda falo um pouco sobre o papel da mulher na série, sobre o empoderamento delas e como as vezes tentam tirar isso delas. Espero que gostem e peço que sigam o podcast pelo Soundcloud e compartilhem nas redes sociais <3

Review da 7° temporada: http://speakcinema.blogspot.com.br/2017/09/review-7-temporada-de-game-of-thrones.html

Review série Atypical


          A diversidade dos temas está cada vez mais presente nas séries e não apenas na retratação de personagens que representam minorias, mas também de condições clinicas que quase não vemos sendo retratadas, pelo menos não com fidelidade. E Atypical traz essa fidelidade que nos encanta e nos impressiona.
          Atypical é uma série da Netflix que conta a história de Sam, um menino portador do autismo que quer ser mais independente e quer ser tratado como uma pessoa normal.

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Review e Podcast Os Defensores


            Finalmente os heróis da Marvel/Netflix se reuniram, e para enfrentar o tentáculo, um grupo de vilões que vem ganhando terreno desde a 1° temporada de Demolidor. Como no cinema onde os vingadores se reúnem para destruir um vilão em comum. Mas assim como na produção cinematografica dos maiores heróis da terra, os fãs estavam com medo do resultado final da junção dos heróis da TV, principalmente depois do fracasso que foi Punho de ferro, a noticia boa é que eles se redimiram e entregaram algo satisfatório.
           Os Defensores é uma série criada por Douglas Petrie e Marco Ramirez que junta O demolidor, a Jessica Jones, o punho de ferro e o Luke Cage, todos heróis da Marvel Comics.

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Review livro Orgulho e preconceito


           Orgulho e preconceito foi meu primeiro contato com romances de época, eu sabia que deveria começar de algum lugar, porque não do livro mais famoso da autora romântica mais celebre?
          Não podemos deixar de falar da ironia e da sagacidade de Jane Austen. Dizem que seus personagens são todos muito irônicos e em Orgulho e preconceito temos Elizabeth Bennet, a rainha do sarcasmo.
           Pride and Prejudice é um romance publicado em 1813 em que retrata a vida de uma família inglesa do interior composta por uma mãe interesseira, um pai sensato e cinco filhas jovens. A historia gira em torno de uma dessas filhas, Elizabeth Bennet e tudo começa quando Mr Bingley chega há cidade acompanhado por sua irmã e seu melhor amigo Mr Darcy <3

Review 7° temporada de Game Of Thrones


           Game of Thrones se aproxima do final, e perto de encerrar os trabalhos ela entrega uma temporada completamente diferente das outras e que divide opiniões. O grande trunfo da série sempre foi criar universos bem elaborados e conflitos políticos que confundiam nossa mente de tão bem orquestrados que eram. Por isso para os fãs da série (tanto os que leram quanto os que não leram os livros ainda) e que gostavam de como era, a confusão agora é ter tudo mastigado, tudo bem explicado, é ter diálogos expositivos demais que abusam dos flashbacks para refrescar a memória e essa só foi uma das grandes falhas que vivenciamos nessa temporada.

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Podcast: TAG Um filme que....






PS: Em um dos filmes eu não quis dizer que Poderoso chefão e Scarface são filmes do Martin Scorsese, eu que fui falando tudo junto mesmo rs

O podcast consiste em responder 30 perguntas relacionadas a filmes e são elas:

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Minhas leituras feministas


          Há meses estou lendo IT do Stephen King e para amenizar um pouco o clima eu intercalo essa leitura com outros livros, para minha surpresa as três ultimas leituras que eu fiz enquanto lia o clássico de terror do palhaço foram leituras com temática feminista, a primeira foi O Conto da Aia (que em breve farei review, só vou assistia a série primeiro) a segunda foi Sejamos todos feministas e a terceira o livro de poesia Outros Jeitos de Usar a boca, a opressão vivida em The Handmaid’s tale me inspirou a ler todos os livros sobre feminismo que estavam ao meu alcance.

Podcast Mary & Max e O Minimo para viver

         

Depois de um tempo sem gravar podcasts (e com uma vontade enorme de voltar) gravei esse mini podcast que funciona como uma atualização de tudo que li e assisti nos últimos tempos. Para começar gravei sobre a animação Mary e Max - Uma amizade diferente, de 2009, dirigida pelo Adam Elliot e quem fazem as vozes são o Philip Seymour Hoffman, a Toni Collette e o Eric Bana. O outro filme que falei um pouco foi O Minimo para viver, um filme da Netflix dirigido por Marti Noxon e tem no elenco a Lily Collins, o Keanu Reeves, a Carrie Preston, a Lili Taylor e a Liana Liberato. 

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Review Planeta dos macacos: A Guerra (and Clássico do dia: o de 1968)


          Todas as adaptações cinematográficas de Planeta dos macacos vieram do livro de 1963 escrito por Pierre Boulle, muitas pessoas reclamam da diferença entre as obras, principalmente a diferença do livro para o filme clássico de 1968, por causa da aproximação de datas, o meu impasse quanto a isso se dá pelo fato de ainda não ter lido o livro, mas independente do seu conteúdo, as adaptações para o cinema conseguiram ganhar vida própria, tanto que muitos desconhecem a existência do livro mas conhecem os filmes lançados e essa trilogia talvez seja a adaptação mais amada e elogiada, e não só dentro do universo do planeta dos macacos, ela é uma das trilogias mais bem construídas dos últimos tempos, e o ápice do cuidado, da dedicação e da excelência vem com esse filme, agora sim esses filmes terão o reconhecimento que merecem.
          Planeta dos macacos: a guerra é sobre a guerra entre os macacos e um coronel inescrupuloso junto com seu exercito.

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Review filme Dunkirk


               Filmes de guerra são como filmes musicais, existe uma parcela que ama e outros que odeiam, faço parte do grupo que gosta de ambos. E filmes de guerra sempre tem uma particularidade: o patriotismo exacerbado e com isso um nível emocional muito elevado. Sempre há um vinculo de amizade onde um dá a vida pelo outro, ou a vida por seu País. Em dunkirk isso não acontece, aqui não há nenhum personagem com a síndrome do herói, apenas pessoas tentando sobreviver a guerra, mesmo que isso custe a vida de seus companheiros. E acima de tudo, o filme é uma imersão na 2° guerra mundial e uma experiência completamente nova em relação aos filmes do gênero.
         Durante a Segunda Guerra Mundial, a Alemanha avança rumo à França e cerca as tropas aliadas nas praias de Dunkirk. Sob cobertura aérea e terrestre das forças britânicas e francesas, as tropas são lentamente evacuadas da praia.

Review filme Em Ritmo de Fuga


               Ouvir música enquanto dirige é uma das coisas mais libertadoras do mundo, ir para o trabalho (e voltar dele) ir para um compromisso importante, para a faculdade fazer uma prova difícil e tantas outras coisas podem ser amenizadas com uma música que amamos tocando no radio do carro enquanto o vento bate no rosto. Esse conceito é muito bem aplicado em Baby driver, ampliando ainda mais essa ideia, e com ela nos oferecendo um filme cheio de adrenalina, música boa e que não precisa de um roteiro brilhante para ser melhor do que os outros filmes que usam essa combinação.
           Em ritmo de fuga, baby é um rapaz que precisa ouvir musica o tempo todo para amenizar um zumbido em seus ouvidos e ele é um piloto de fuga que trabalha para Doc, mas que quer sair dessa vida.

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Review Minissérie Big Little Lies


          Certas séries têm o poder de expor feridas e falar coisas sobre elas que talvez não estejamos preparados para ouvir (nesse casso assistir), nessa série vemos questões que já foram abordadas em outras séries e filmes, mas aqui de uma perspectiva diferente, misteriosa e acusatória. Sem muita pretensão e pensando que iremos ver a mesma coisa que já vimos milhares de vezes, Big Little Lies se torna uma das melhores coisas do ano.
          Big Little Lies é uma minissérie da HBO baseada no livro homônimo que aborda a rotina de mães e seus filhos de classe média alta, cada uma com um problema diferente.

terça-feira, 25 de julho de 2017

Review série Feud


          “Conflitos não são sobre ódio, são sobre dor” essa frase de efeito dita no primeiro episódio consegue resumir tudo o que Feud é. Por mais que nos digam que essa é simplesmente uma série sobre a rixa entre duas grandes divas do cinema ao assistir entendemos que não se trata de duas pessoas que se odiavam sem motivo algum (talvez você continue pensando isso durante os primeiros episódios) mas a série fala sobre duas mulheres que eram manipuladas pela mídia e pelos homens ao seu redor.
            A temporada, intitulada Bette e Joan, centra-se na batalha de bastidores entre Bette Davis e Joan Crawford durante a produção do filme What happened to baby Jane.

Review Homem Aranha: De volta ao lar


          Teve aqueles que estavam na hype por esse filme (por causa da divertida aparição do personagem em Guerra Civil) e aqueles que não estavam nem ai para mais uma tentativa de reviver o herói na telona. Eu me encaixava no grupo dos fãs do Spider que estavam ansiosos para vê-lo mais uma vez. Independente das criticas negativas aos filmes protagonizados pelo Andrew Garfield e do terceiro filme com o Tobey Maguire. Em contrapartida não estava confiante, a surpresa das criticas positivas e da enorme bilheteria de estreia só intensificaram a vontade de ver meu herói preferido, melhor ainda quando vi com os meus próprios olhos que os elogios eram verdade.
           Peter Parker retorna para sua casa depois de atuar ao lado dos vingadores e precisa provar que apesar da idade consegue lidar com os crimes ao seu redor.

sábado, 22 de julho de 2017

Review Série Skam


               Estamos cercados de séries teens sobre o cotidiano de adolescentes americanos. São tantas que às vezes não conseguimos distingui-las de acordo com sua qualidade, qual foi a minha surpresa ao me deparar com uma série adolescente norueguesa que mostra um cotidiano tão diferente do que estamos acostumados, mas ao mesmo tempo com suas similaridades, afinal, são adolescentes como qualquer outros. Mas o que difere aqui é a qualidade do texto mesclado com a originalidade e a coragem em abordar certos temas. Em certo ponto eu soube que aquela não era uma série teen qualquer.
          Skam é uma série de televisão norueguesa que retrata a vida cotidiana dos adolescentes da Hartvig Nissen, uma escola elegante no bairro rico de Frogner, em Oslo.

sexta-feira, 21 de julho de 2017

review livro e filme Persépolis


          Historias baseadas em fatos reais costumam encantar os leitores por conta da humanidade que traz para seus personagens, afinal, por mais tristes que sejam essas narrativas e por mais que pareçam fictícias em alguns momentos graças a situações pesadas elas trazem um novo viés de uma diferente realidade da nossa. Em Persépolis conhecemos uma cultura completamente diferente e vemos o crescimento de uma menina que mesmo falando uma língua diferente e tendo outros costumes ainda vemos conflitos semelhantes com os nossos.
           Persépolis é um romance escrito em francês que acompanha a vida de Marjane Satrapi da infância até a vida adulta.

Review Filme Okja


          Apesar de Okja ser um sucesso dentro e fora da Netflix, é um filme que causou polemica em Cannes, tudo por ser justamente uma produção distribuída por essa plataforma de streaming. O preconceito e a visão limitada da indústria do cinema é um assunto para outro post, nesse aqui falaremos como esse filme consegue nos emocionar e nos culpar ao mesmo tempo. O mais difícil é perceber o quão hipócrita somos ao sentirmos raiva dos vilões quando na vida real fazemos as mesmas coisas.
           Okja é um filme sul-coreano-americano que fala sobre a amizade de uma menina e sua porca gigante, ao mesmo tempo que querem levar sua companheira para nova York para participar de um “concurso” e depois matá-la.

terça-feira, 4 de julho de 2017

2 em 1: Review Unbreakable Kimmy Schmidt e Outcast

Unbreakable Kimmy Schmidt




           UnbreakableKimmy schmidt está em sua 3° temporada e continua criando momentos  engraçados com situações difíceis. Kimmy ainda está se adaptando a nova vida e sua ingenuidade é a graça de sua personagem, nessa temporada ela descobre que quando a pesquisam no Google aparecem às coisas do abrigo e ela quer se livrar desse seu passado. Ela também quer fazer faculdade e precisa descobrir no que ela é boa. Vê-la crescer nesse aspecto é muito divertido. E não somente ela que evolui nesse sentido, Titus e Jaqueline também.

O adeus a Sense8


              Falta de dinheiro para um orçamento gigantesco, falta de publico, ousadia nas cenas... os motivos para o cancelamento da série são muitos e nenhum dos responsáveis pela netflix respondem com clareza o que na verdade aconteceu. Os fãs estão revoltados, mas também não há nada do que eles podem fazer, parece que é irreversível, nenhum abaixo assinado fará com que eles voltem atrás, mas pelo menos eles farão um episódio de duas horas para encerrar os trabalhos. Apesar de continuar gostando da série e de ficar triste por ela ter terminado com ganchos enormes para uma próxima temporada, eu particularmente não conseguia enxergar um futuro para Sense8.
           A premissa básica é a de oito pessoas que nasceram no mesmo dia estarem conectadas e nessa 2° temporada eles continuam fugindo daqueles que os perseguem.

Review Livro O que há de estranho em mim


          Os pais não tem a verdade absoluta das coisas, ninguém tem, e por mais que pensávamos isso quando criança e talvez pensamos isso agora, essa é uma verdade infindável. Há os rebeldes que sempre souberam disso, mas há aqueles (como eu) que realmente acreditavam que tudo que os pais diziam estava certo e que a decisão que eles tomassem para nossa vida era a melhor de todas. Nesse livro vemos isso se tornar real da pior forma possível e faz um paralelo com o enclausuramento e a falta de amparo pela família e pelas instituições sociais.
                 O que há de estranho em mim conta a história de Brit, uma menina que é internada a força pelo pai numa instituição com métodos bem suspeitos.

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Review Piratas do Caribe - A vingança de salazar e as polêmicas de Johnny Depp atrapalharam o filme?


          Muitas vezes não entendemos a razão do sucesso de uma franquia. O protagonista? O roteiro? Efeitos especiais? O elenco? O primeiro piratas do caribe tinha tudo isso e esse foi o motivo da explosão de popularidade que foi. Os filmes seguintes não foram lá essas coisas, mas a Disney não estava interessada em perfeição e sim em uma forma de ganhar dinheiro. A força do projeto também é algo a ser analisado já que em meio a tantas probabilidades negativas ele continua de pé e levando milhões de pessoas as salas de cinema.
          No quinto piratas do caribe, o capitão Salazar irá atrás de Jack Sparrow para se vingar, enquanto Sparrow tenta ajudar um rapaz e uma moça a encontrar o tridente de Poseidon.

Review série Freaks and Geeks e por que as séries boas são canceladas?


               Os anos 90 foram o ano das siticoms, tivemos Full House, Friends, Seinfield, entre outras que abordavam de forma bem humorada o cotidiano de um grupo de pessoas. Até havia um drama ou outro, mas sempre era resolvido no final do episódio deixando os personagens e a audiência bem feliz. Freaks and Geeks surgiu em 1999, e apesar de também tratar do cotidiano de um grupo, nesse caso de adolescentes, tinha cara de série de verdade e mesmo sendo uma “dramédia” adotava assuntos bem pesados, talvez tenha sido por isso que essa série foi cancelada, mesmo sendo ótima.
          Freaks and Geeks foi criada pelo Paul Feige (diretor de Missão Madrinha de casamento e o novo Caça fantasmas) e produzida pelo Judd Apatow (de O virgem de 40 anos e Ligeiramente grávidos) e a trama gira em torno de Lindsay Weir e seus novos amigos chamados de Freaks e seu irmão Sam e seus amigos Geeks.

terça-feira, 20 de junho de 2017

Review Mulher Maravilha


          A mulher maravilha sempre foi a maior heroína de todas, ícone da força e da independência da mulher e por isso quando pensamos na demora que foi vê-la na telona vemos mais um vestígio da falta de confiança de hollywood em filmes protagonizados por mulheres. Ainda bem que essa falta de confiança caiu por terra depois da estreia de Wonder Woman por causa dos ótimos números de bilheteria e das ótimas criticas. É uma alegria saber que as meninas dessa geração conhecerão ela e se espelharão nela.
                 O filme acontece muitos anos antes da aparição de Diana em Batman vs Superman e mostra como ela descobriu seu poder e saiu da ilha onde vivia para lutar na 1° guerra mundial.

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Review 3° temporada Jane The Virgin


[COM SPOILERS]

          Três temporadas depois e ainda fico surpresa com o sucesso de Jane The Virgin. A série é maravilhosa mas convenhamos, não são todos os americanos que estão dispostos a assistir uma novela (que é como o próprio narrador conceitua a série) ainda mais quando se tem uma personagem que fala espanhol o tempo todo e onde há situações bem loucas (bem novela mexicana). Essa é a prova que ainda há americanos que não são xenofóbicos e também que há todo um público romântico que sempre irá querer acompanhar a história de Jane.
          Como escrevi no meu review das duas primeiras temporadas, Jane The Virgin é sobre uma menina virgem que é inseminada acidentalmente. A 2° temporada termina com um Cliffhanger enorme que é o tiro em Michael e a 3° temporada começa daí, onde Jane não sabe se ele sobreviverá.

Review série Riverdale


          Quando começaram a surgir os burburinhos dessa nova série teen, confesso que não fiquei muito interessada, afinal ela era mais uma série adolescente sobre um mistério a ser resolvido por um grupo de amigos. Uma série com romance teen meloso, patricinhas maldosas e poderosas e outros personagens que já vimos em outras séries por ai, mas apesar de Riverdale ser uma mistura de Pretty Little Liars com Scream, ela tem um toque de Twin Peaks que consegue nos atrair.
            Riverdale é uma série baseada nos quadrinhos intitulados Archie Comics, e começa a partir da morte de Jason Blossom um aluno popular que é assassinado e por isso um grupo de amigos tenta descobrir o que aconteceu, enquanto tentam lidar com seus problemas pessoais.

Review 2° temporada Master Of None



          Uma das melhores coisas do mundo é começar a ver algo despretensiosamente e ser surpreendido. E uma das melhores surpresas que eu tive foi com Master Of None. Gostei tanto da 1° temporada que estava com muito medo do que eles fariam nessa nova temporada e apesar de não seguir fielmente a mesma estrutura da primeira, a novidade que foi a segunda foi muito bem vinda.

[peço uma licença para plagiar a mim mesma na sinopse, já que peguei do meu review da 1° temporada]

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Review Livro + filme Sete minutos depois da meia noite


          Sete minutos depois da meia noite é um livro/filme que evoca aquelas antigas obras literárias e cinematográficas de fantasia que tanto amávamos, onde um personagem “imaginário” traçava o rumo da narrativa, a diferença aqui é que esse personagem não é tão bonzinho como os outros, ele desperta o lado mais primitivo do protagonista e é isso que torna ambos tão inovadores.
          Primeiro falaremos do livro que foi lançado em 2011 e é escrito pelo autor Patrick Ness. Esse é um livro que apesar do tema pesado é muito rápido de ler, tanto porque é curto, quanto porque a narrativa flui que é uma beleza. E o livro foi uma ideia da autora Siobahan Dowd enquanto passava pelo tratamento de cura contra o câncer de mama, ela começou a desenvolver o projeto, mas não conseguiu terminar, pois faleceu em 2007, Patrick assumiu daí. A autora não queria qualquer arvore para ser o monstro, ela pensou no teixo justamente porque sua casca produz um remédio de cura do câncer. Algo abordado no livro.

O Adeus a 2 broke Girls


          Two Broke girls nunca foi a melhor série de comédia já feita, mas há muitas piadas politicamente incorretas boas e muitos elementos que os jovens podem se identificar, principalmente na batalha pelo ganha pão das duas protagonistas. A série terminou em boa hora, mas mesmo assim vai deixar uma lacunazinha no coração.
          Caroline era uma menina rica e mimada que perde tudo após seu pai ir preso por corrupção, com isso ela arruma emprego no restaurante de Han e faz uma amizade improvável com Max, indo morar com ela.

terça-feira, 16 de maio de 2017

Review Filme Get Out


          São poucos os filmes que conseguem tratar do preconceito de forma tão sutil como Get out. Por coincidência no mesmo dia que assisti esse, assisti também O sol é para todos, um filme clássico que também aborda esse tema, mas ao contrario desse ele esfrega na nossa cara o que realmente acontece. Get out foi os chutes e o Sol é para todos foi o soco na cara.
        Em Corra! Chris parte com sua namorada Rose para a casa dos pais dela a fim de passar um final de semana com eles para conhecê-los. Mas coisas esquisitas começam a acontecer.

Review Livro + filme O sol é para todos


          O sol é para todos consegue ser uma obra clássica tanto na literatura quanto no cinema. A importância do seu tema faz de ambos algo que merece ser lido e assistido. E é uma pena ver que aquelas mentes opressoras da época ainda existem e fazem parte do nosso convívio.
          Livro e filme falam sobre o preconceito vivido nos anos 30, no sul dos Estados Unidos, e sobre a perspectiva de duas crianças cujo pai é um advogado que defende um homem negro.